geral@fitproject.pt       917 769 566
 

O Impacto do Cortisol no nosso Bem-Estar

O cortisol é uma hormona produzida pelas glândulas suprarrenais, que como o próprio nome indica, estão localizadas acima dos rins. A função do cortisol é ajudar o organismo a controlar o stress, reduzir inflamações, contribuir para o funcionamento do sistema imunológico e controlar os níveis de açúcar no sangue, assim como a pressão arterial.

A sua secreção oscila bastante durante o dia: começa a aumentar na parte final da madrugada e atinge seu pico entre 7h e 9h da manhã. O seu nível mais baixo de libertação é perto da meia-noite, quando outras hormonas estão mais ativas, como a melatonina.
O problema acontece quando é libertada uma grande quantidade de cortisol no nosso organismo. No momento em que isso acontece, ele que também é conhecida como hormona do stress, acaba por trazer uma infinidade de consequências indesejáveis para o nosso dia a dia, influenciando diretamente o nosso bem-estar.

O impacto das oscilações de produção do cortisol no nosso corpo

Dificuldades para perder peso
Este é sem dúvida um dos grandes impactos negativos quando há aumento da produção de cortisol.
O que acontece é que ao produzir uma grande quantidade de cortisol, o indivíduo acaba por sentir uma vontade insaciável de se alimentar de doces, o que, além de trazer dificuldades para a perda de peso também contribui para o acúmulo de gordura no corpo.

Dificuldades para dormir
Isso acontece porque outra das muitas funções do cortisol é controlar a qualidade de nosso sono durante a noite. Sendo assim, quando não dormimos bem, acabamos por ter um dia mais difícil, com cansaço e com indisposição.

Cansaço prolongado
Quando o contrário acontece, ou seja, quando há a pouca produção da hormona, sentimo-nos constantemente cansados, principalmente no período da manhã.
Isso acontece pelo fato do cortisol estar envolvido na produção de outras substâncias importantes para o bom funcionamento do nosso corpo.

Baixa imunidade
Outra das principais funções do cortisol é manter o nosso sistema imunológico a funcionar normalmente. No entanto, quando há baixa ou alta produção da hormona no nosso organismo, a nossa imunidade acaba sendo influenciada deixando-nos cada vez mais suscetíveis a outras doenças, principalmente às infecções.

Como avaliar os níveis de cortisol?
O exame aos níveis de cortisol pode ser feito através de uma colheita de sangue, de urina, ou da saliva. Os valores de referência dos níveis de cortisol no sangue são:
Manhã: 5 a 25 µg/dL;
Final do dia: menor que 10 µg/dL.
Se o resultado do exame do cortisol estiver alterado, é recomendado consultar um endocrinologista para identificar a causa.

Como controlar os níveis de cortisol?
Além da medicação que é prescrita por um endocrinologista, existem outras formas de complementar como:

Praticar atividade física
A prática de exercícios físicos é uma forma extraordinária de diminuir a produção do cortisol, caso suas taxas estejam elevadas. Isso acontece, pois, ao nos exercitarmos, produzimos uma outra substância chamada endorfina, que provoca a sensação de bem-estar e é capaz também de regular as emoções.

Cuidar da alimentação
Uma alimentação saudável tem o poder de equilibrar corpo e mente, trazendo diversos benefícios. Neste sentido, o ideal é evitar o excesso de comida, bem como o excesso de açúcar, e dar prioridade àqueles alimentos nutritivos como frutas, verduras, legumes, entre muitos outros.

Lembre-se sempre de consumir bastante água, pois uma boa hidratação ajuda no processo de digestão e no bom funcionamento de todo o nosso metabolismo.

Bons treinos!